domingo, 20 de junho de 2010

Fabuloso comanda classificação brasileira

Share |

Por Leonardo Martins


O futebol brasileiro finalmente apareceu na copa do Mundo. Depois de uma atuação ruim na estreia, a Seleção Brasileira foi ao Soccer City querendo dar uma resposta aos críticos ao enfrentar a forte Costa do Marfim e conseguiu. Em uma atuação convincente, a Seleção conseguiu uma ótima vitória por 3 a 1 com ótima noite de Luis Fabiano e classificação assegurada para a próxima fase.

O Brasil entrou em campo com a mesma formação que venceu no sufoco a Coréia do Norte, mas com outra cabeça, querendo jogar como futebol brasileiro. Já a Costa do Marfim, fez uma alteração em relação a estreia, tirou Gervinho para a entrada de seu líder, capitão e craque, Didier Drogba.

A Seleção canarinho começou o jogo atacando e animando a torcida, logo aos dois minutos, Robinho tentou encobrir Barry, mas a bola subiu. Mas logo, os africanos melhoraram a marcação e os brasileiros voltaram a atuação apática da estreia, sorte nossa que a equipe verde (hoje estavam de verde os elefantes) só cruzavam a bola na área para a excelente zaga brasileira cortar de cabeça.

Na primeira vez que os brasileiros conseguiram colocar a bola no chão, o gol brasileiro saiu. Eram 25 minutos e um jogo apertado, Kaká fez sua primeira excelente jogada na Copa e driblou o marcador e tocou para o artilheiro Luis Fabiano encher o pé e vencer Barry, festa da torcida brasileira no Soccer City. O gol pôs fim a um jejum de 6 jogos sem marcar do camisa 9.

O gol fez a equipe africana voltar a marcar em seu campo, antes do gol eles estavam pressionando a saída de bola brasileira, o que dificultou muito o jogo brasileiro, para tentar furar o bloqueio, os Canarinhos tentavam virar o jogo, mas a Jabulani e o gramado castigado pelo frio não deixavam. O jogo perdeu em emoção por causa destes erros, mas o que importava era a vitória parcial no intervalo.

O segundo tempo veio sem alterações nas equipes, mas com um Brasil melhor e mais objetivo. Essa objetividade fez com que Luis Fabiano, o Fabuloso, fizesse o gol mais bonito da copa até agora. Aos 6, o artilheiro brasileiro, fez de tudo, chapéus, toques na mão (o que foi confirmado pelo próprio jogador como toque “involuntário”) e a bela jogada foi finalizada com um belo chute de primeira. 2 a 0 Brasil. Jogo tranqüilo.

Sven Gora-Erikson mudou o time africano ao colocar o habilidoso Gervinho no lugar do sumido Dindane. Por falar no ataque marfinense, Drogba não havia feito nada sendo facilmente marcado por Juan e Lúcio. Mas o Brasil voltou ao ataque, Robinho, sem a mesma inspiração da estreia, achou Kaká que chutou para a defesa de Barry.

O camisa 10 voltou a fazer excelente jogada que culminou em gol aos 17. O jogador do Real Madrid fez jogada de ponta, driblou Demel e cruzou para Elano aparecer como centroavante e marcar o seu segundo gol na Copa. 3 a 0 e show brasileiro a vista.

O camisa 7 brasileiro foi o primeiro a sofrer com a violência imposta pela Costa do Marfim após o terceiro gol. Elano sofreu dura entrada de Tioté e foi substituído por Daniel Alves. Depois Keita, que havia entrado no lugar de Kalou, acertar Michel Bastos, mas, por sorte, o lateral voltou a campo.

Finalmente, Drogba apareceu em cabeçada que assustou Júlio César, mas a violência marfinense continuava. Estrela do time brasileiro, Kaká, era o mais caçado em campo e ficava nervoso a cada entrada dura que recebia, especialmente, de Yaya Toure. Em meio a violência, o gol do artilheiro do Campeonato Inglês, Drogba, apareceu. Aos 35, Yaya cruzou com perfeição e o camisa 11 da Seleção africana e do Chelsea cabeceou livre para fazer o de honra do time de Abdjian.

Nem com o gol, a violência verde diminuiu e o arbitro era conivente com o anti-futebol praticado pela Costa do Marfim. Cansado de tanto apanhar dos africanos, Kaká se estranhou por duas vezes com Yaya e foi expulso, fazendo falta no último jogo desta fase.

Nos últimos minutos, coube aos brasileiros tocar a bola e garantir a classificação de forma antecipada à próxima fase do Mundial. O Brasil joga pelo empate, na última rodada contra Portugal, para garantir a primeira colocação do Grupo G, ou poderá garantir essa posição nesta segunda-feira se os portugueses empatarem com a Coréia do Norte, as 8h30 na Cidade do Cabo.

- Agenda da Copa

Amanhã, além do já citado Portugal x Coréia do Norte, temos a segunda rodada do Grupo H. 11h em Porto Elizabeth, se enfrentam Chile x Suíça. E as 15h30, no Ellis Park, a Espanha tenta a recuperação contra Honduras, como sempre, com cobertura do Esporte É Vida.

2 comentários:

Prefeitura de Brumadinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Huxley Bruno disse...

Jabulaaaaniiiiii hahahahahahaha... Ainda acho que falta algo pra dizermos que a Seleção teve uma atuação de gala. De todo modo acredito que possa evoluir ao longo da Copa. Agora qto a chance de título Dunga e seus 05 cabeças-de-área me fazem crer que não.